Leitor de feeds

53 países para participar do WETEX 2018

IPS português - ter, 09/10/2018 - 20:40

DUBAI, 9 de outubro de 2018 (WAM) – A 20ª Exposição de Água, Energia, Tecnologia e Meio Ambiente, WETEX 2018, cobrirá uma área de 78.413 metros quadrados com a participação de mais de 2.100 expositores de 53 países.

O anúncio foi feito por Saeed Mohammed Al Tayer, diretor executivo e CEO da Autoridade de Água e Eletricidade de Dubai (DEWA) e fundador e presidente da WETEX, durante uma coletiva de imprensa na segunda-feira.

Organizado sob o tema “Na vanguarda da sustentabilidade”, o 20º WETEX acontecerá de 23 a 25 de outubro no Centro Internacional de Convenções e Exposições do Dubai. É organizado sob a égide da 5ª Semana Verde para apresentar os mais recentes desenvolvimentos e soluções inovadoras em energia renovável e tradicional em todo o mundo e proporcionar oportunidades de negócios e parcerias potenciais que promovem o setor empresarial.

A DEWA está organizando a WETEX sob as diretrizes do xeque Mohammed bin Rashid Al Maktoum, vice-presidente dos Emirados Árabes Unidos, primeiro-ministro e governante de Dubai, e sob o patrocínio do xeque Hamdan bin Rashid Al Maktoum, vice-governador de Dubai e ministro dos Emirados Árabes Unidos Finanças.

Durante a conferência de imprensa Al Tayer disse que o evento está em linha com a visão do Governador de Dubai para apoiar um futuro sustentável e economia verde nos Emirados Árabes Unidos e atingir as metas do Centenário dos EAU 2071, EAU Visão 2021, a Estratégia de Crescimento Verde dos EAU , O Dubai Plan 2021 e a Dubai Clean Energy Strategy 2050 para tornar Dubai um centro global de energia limpa e economia verde, fornecendo 7% da energia total de Dubai a partir de energia limpa até 2020, 25% até 2030 e 75% até 2050.

O WETEX 2018 se concentra em uma variedade de atividades de conservação de energia e água, proteção ambiental, gerenciamento de resíduos, construções verdes e redução de emissões de carbono. Ele também destaca as mais recentes tecnologias e inovações na proteção de recursos naturais, reforçando a segurança ambiental, motivando a criatividade e a inovação em energia. “Isso apoiará a sustentabilidade ambiental, social e econômica e afirmará o papel pioneiro dos EAU ao adotar a energia limpa e avançar rumo a uma economia verde”, continuou Al Tayer.

O evento também incluirá escritórios de energia e empresas especializadas em eletricidade, tecnologia, dessalinização de água e soluções de tratamento. Também contará com um salão para as atividades da Green Week, um stand de conservação e outros stands e pavilhões especializados para empresas nacionais e internacionais.

O WETEX 2018 contará com 17 pavilhões nacionais para compartilhar seus produtos e soluções de última geração, explicou Al Tayer, acrescentando que o pavilhão da China é o maior pavilhão dedicado a empresas chinesas especializadas em água, energia e meio ambiente.

A agenda do evento também conta com workshops e seminários nas áreas de energia, água e meio ambiente. A WETEX também apresentará sessões sobre programas de gerenciamento do lado da demanda e práticas sustentáveis. (#Envolverde)

O post 53 países para participar do WETEX 2018 apareceu primeiro em Envolverde - Revista Digital. The post 53 países para participar do WETEX 2018 appeared first on IPS em português.

Categorias: Internacionais

Tartarugas ameaçadas de extinção migram de Abu Dhabi para Omã

IPS português - ter, 09/10/2018 - 20:11

ABU DHABI, 9 de outubro de 2018 (WAM) – A recente marcação e liberação de tartarugas-verdes ameaçadas de extinção em Abu Dhabi revelou informações anteriormente desconhecidas sobre seus habitats de nidificação, marcando mais um sucesso de conservação no Ano de Zayed.

Em abril de 2018, como parte do Ano de Zayed, Razan Khalifa Al Mubarak, Secretário-Geral da Agência Ambiental – Abu Dhabi (EAD), liderou a captura, identificação por satélite e liberação de tartarugas-verdes ameaçadas da Ilha Bu Tinah, uma organização internacional, reconhecido santuário de tartarugas no Oceano Índico. Duas das tartarugas foram apropriadamente chamadas de Sabedoria e Respeito, representando os valores celebrados durante este ano de Zayed.

A iniciativa de pesquisa em andamento, liderada pela Emirates Nature-WWF em colaboração com EAD, visa avançar no conhecimento sobre o comportamento das tartarugas no mar e identificar áreas de proteção nos Emirados Árabes Unidos e na região para conservar estas espécies migratórias de importância global ameaçadas de extinção. Os dados de alta qualidade recebidos até agora a partir das tags nesta ocasião particular confirmam que as tartarugas partiram da Ilha Bu Tinah cerca de quatro a seis semanas após o seu lançamento. Sabedoria e Respeito seguiram o litoral em direção ao Estreito de Ormuz e chegaram a Omã algumas semanas depois, apesar do Respeito começar sua jornada 30 dias após a Sabedoria. Ambas as tartarugas agora descansam em Ras Al Hadd, em Omã, com um grande número de outras tartarugas verdes, potencialmente se preparando para depositar entre 4 a 5 ninhos de ovos como parte da temporada de nidificação. Curiosamente, ambas as migrações levaram cerca de 30 dias, e a viagem percorreu uma distância de cerca de 1100 km a uma velocidade sustentada de cerca de 36 km por dia, ou cerca de 1,5 km / h.

Das sete espécies de tartarugas marinhas do mundo, duas ocorrem nas águas de Abu Dhabi: a tartaruga-de-pente criticamente ameaçada e a ameaçada tartaruga-verde. Estas duas espécies usam extensivamente as águas de Abu Dhabi para forragear alimentos e uma espécie, o pente, nidifica nas praias arenosas de várias ilhas. As tartarugas e seus habitats são indicadores-chave da saúde do meio ambiente, mas no nível regional, o número de habitats de forrageio e áreas de nidificação está em constante declínio devido a um aumento na urbanização e industrialização.

A marcação e a liberação ocorreram na Ilha Bu Tinah, que também é o lar de recifes de corais, dugongos, manguezais naturais, golfinhos, águias pesqueiras e cormorões Socotra. Localizada na região de Abu Dhabi, Al Dhafra, a ilha fica dentro da Reserva da Biosfera Marinha de Marawah, a maior e primeira reserva de biosfera marinha da UNESCO e uma das 19 áreas protegidas da Rede de Áreas Protegidas de Sheikh Zayed. A ilha recebeu fama internacional em 2011, graças à diversidade de vida selvagem que existe e à capacidade desses diferentes organismos de sobreviver sob temperatura e salinidade extremas, mas também depois que conseguiu ser finalista em uma competição global intitulada “Novas 7 Maravilhas” da natureza. (#Envolverde)

O post Tartarugas ameaçadas de extinção migram de Abu Dhabi para Omã apareceu primeiro em Envolverde - Revista Digital. The post Tartarugas ameaçadas de extinção migram de Abu Dhabi para Omã appeared first on IPS em português.

Categorias: Internacionais

O MBF Group Holdings analisa as oportunidades de investimento no Camboja

IPS português - ter, 09/10/2018 - 19:41

ABU DHABI, 08 de outubro de 2018 (WAM) – O MBF National Investment Group dos Emirados Árabes Unidos (EAU) discutiu com o Consulado Geral do Camboja várias oportunidades de investimento no Camboja, mais notavelmente uma joint venture para construir um resort de saúde na capital do Camboja, Phnom Penh.

Espera-se que o resort ofereça vários serviços e instalações, como tratamento médico e paisagens para áreas verdes do Camboja.

Sheikh Mohammed bin Faisal Al Qasimi, presidente do Grupo de Investimento MBF, e Kamal Je Augustin, cônsul cambojano, discutiram potenciais áreas de cooperação, formas de reforçar a sua parceria e oportunidades de investimento no Camboja, ao rever facilidades e vantagens oferecidas aos investidores do país, juntamente com suas atuais políticas de investimento.

O xeque Mohammed bin Faisal observou que o resort cobrirá uma área de cerca de 4 milhões de pés quadrados. A parceria com o governo cambojano para concluir o projeto será feita por meio de uma entidade nacional local.

O Presidente do MBF Investment Group explicou que o Camboja é conhecido por suas práticas e resorts fitoterápicos, enquanto reitera que o projeto incentivará famílias a visitarem o Camboja e está entre as principais prioridades do grupo. Ele acrescentou que entre novembro e o final do ano, o grupo visitará o Camboja para avaliar o projeto e elaborar projetos apropriados.

Je Augustin acrescentou que o Camboja é atualmente um dos centros de investimentos mais atraentes da Ásia, que tem uma história antiga e um ambiente natural atraente. Ele espera que o projeto desempenhe um papel vital na atração de visitantes, já que o Camboja tem uma história diversificada e é um dos principais locais históricos do sudeste asiático. (#Envolverde)

O post O MBF Group Holdings analisa as oportunidades de investimento no Camboja apareceu primeiro em Envolverde - Revista Digital. The post O MBF Group Holdings analisa as oportunidades de investimento no Camboja appeared first on IPS em português.

Categorias: Internacionais

Departamento de Terras do Dubai e Banco Mundial exploram Parcerias Público-Privadas em administração de terras

IPS português - ter, 09/10/2018 - 15:37

DUBAI, 09 de outubro de 2018 (WAM) – O Departamento de Terras Dubai, DLD, as Consultas Globais sobre Organizado Parcerias Público-Privadas, as PPP, na administração da terra em colaboração com o Banco Mundial.

Durante a consulta de dois dias, cerca de 50 consultores globais, especialistas e especialistas na área de imóveis participaram da troca de conhecimento entre diferentes experiências globais em PPPs no setor imobiliário.

Sultan Butti bin Mejren, diretor-geral da DLD, comentou: “A DLD parceria com o Banco Mundial organizar as consultas globais sobre PPP em administração da terra que irá contribuir para a troca de conhecimentos entre diferentes experiências internacionais em PPPs no setor imobiliário através da participação de consultores e especialistas internacionais “.

Bin Mejren salientou a importância da consulta no trabalho imobiliários e administração de terra entre os sectores público e privado, e a necessidade de todas as partes que trabalham neste sector em cooperar a fim de prestar aconselhamento especializado especialista, elevando a qualidade das práticas imobiliários Promover real- e serviços para o benefício de todos os clientes e indivíduos.

A consulta a fim de reunir insights críticos do governo sobre os desafios para a implementação de PPPs na administração da terra, Compreender o apetite comercial do setor privado, e suas expectativas e percepções de risco, e revisão e fornecer feedback sobre as ferramentas preliminares desenvolvidos para facilitar as PPP na terra administração.

Anna Wellenstein, Diretora de Prática Global, Urbana, Rural e Terra do Grupo do Banco Mundial, e Dra. Wael Zakout, Assessora Técnica Sênior para Assuntos Fundiários e Geoespaciais, participaram da consulta.

Os participantes concordaram que as PPPs para a administração de terras geraram considerável interesse e são um mecanismo chave para resolver rapidamente o déficit de serviços de administração de terras acessíveis e eficientes em muitas economias emergentes. Dubai foi escolhida como sede para organizar essa importante consulta internacional em reconhecimento à sua excepcional especialização em regulamentação fundiária e sua capacidade de mobilizar apoio e recomendações globais para políticas de regulamentação fundiária que permitam que segmentos relevantes obtenham acesso às suas necessidades a custos acessíveis.

De acordo com os relatórios apresentados pelos palestrantes, 70% da população mundial não tem acesso a serviços de administração de terras acessíveis.

As PPPs foram lançadas com sucesso em setores como a água e a eletricidade, mas continuam pouco compreendidas no setor fundiário, especialmente nas economias emergentes. Essa consulta será a primeira do tipo a explorar esse tema inovador e proporcionará uma oportunidade inicial para os setores público e privado se unirem. Um foco principal será o desenvolvimento de ferramentas fundamentais que melhor capacitarão os governos e o setor privado a agir de maneira rápida e eficaz no estabelecimento de futuras PPPs.

A Unidade Global Terrestre e Geoespacial GSULN do Banco Mundial, contratou uma consultoria para desenvolver o conhecimento em relação às PPPs na administração da terra. O objetivo da tarefa é desenvolver ferramentas analíticas e operacionais para informar o desenvolvimento de esquemas de PPP para a prestação de serviços de gerenciamento de terras em países em desenvolvimento.

WAM / Rola Alghoul / MOHD AAMIR

(#Envolverde)

O post Departamento de Terras do Dubai e Banco Mundial exploram Parcerias Público-Privadas em administração de terras apareceu primeiro em Envolverde - Revista Digital. The post Departamento de Terras do Dubai e Banco Mundial exploram Parcerias Público-Privadas em administração de terras appeared first on IPS em português.

Categorias: Internacionais