Campanhas

Uma vida sem discriminação é um direito


Arco-írisEm 17 de maio de 1990, a Organização Mundial da Saúde (OMS) excluiu a homossexualidade da “Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde”. Por isso, todos os anos celebra-se nesta data o Dia Internacional contra a Homofobia, Lesbofobia e Transfobia. Apesar da transexualidade ainda figurar neste manual como uma disforia de gênero, em muitos países o consenso médico afirma que às pessoas trans deve-se assegurar o tratamento para que o corpo se adeque à sua percepção de gênero.

Banda larga é um direito seu!


Campanha Banda LargaParticipe da campanha "Banda larga é um direito seu! Uma ação pela internet barata, de qualidade e para todos". O lançamento será no dia 25 de abril, com plenárias simultâneas em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Brasília, e transmissão pela Internet. Conheça o manifesto da campanha, a lista de participantes e o plano de ação.

Alerta sobre alterações no Código Florestal


Aja agora - Codigo FlorestalO vídeo “Código Florestal em Perigo”, é um alerta para os efeitos negativos das alterações no Código Florestal previstas no substitutivo do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP).

Violência sexual: 'tem coisas que não dá para fingir que não vê'


A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) lança a campanha de Carnaval para o Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, mobilização permanente de proteção das crianças que terá ações ao longo de todo o ano. O conceito da campanha “Tem coisas que não dá para fingir que não vê. Violência sexual contra crianças e adolescentes é crime. Denuncie. A bola está com você” convoca a sociedade para uma ação conjunta que contribua para reduzir a incidência de casos de violência sexual contra este grupo, que aumenta em períodos festivos.

Banda Larga para tod*s


logo da campanha

Lançada no dia 26 de fevereiro, a campanha "Banda Larga é um Direito Seu!" é uma iniciativa de um conjunto de entidades da sociedade civil que se mobilizam pela promoção da universalização do acesso à Internet por banda larga no país, com garantia de qualidade de serviço. Para os participantes da campanha, o acesso à Internet por banda larga é um direito fundamental que não é respeitado no Brasil, onde a banda larga é cara, ruim e para poucos/as. Assista o vídeo da campanha.

 

Campanha por uma infância sem racismo


O Fundo das Nações Unidas para Infância, UNICEF, a Ação Educativa, CEAFRO, Ogilvy, AW Comunicação e X-Brasil estão lançando a campanha “Por uma Infância sem Racismo”. A idéia é fazer um alerta à sociedade sobre os impactos do racismo na infância e adolescência e sobre a necessidade de uma mobilização social que assegure o respeito e a igualdade étnico-racial desde a infância. Informações no blog http://www.infanciasemracismo.org.br.

Foto: Fé e Alegria

Parem o ‘estupro corretivo'!


vitima estupro corretivo"O estupro corretivo”, a prática cruel de estuprar lésbicas para "curar” sua homossexualidade, está se tornando uma crise na África do Sul. Porém, ativistas corajosas estão apelando ao mundo para pôr fim a estes crimes monstruosos. O governo sul africando finalmente está respondendo - vamos apoiá-las.  Millicent Gaika foi atada, estrangulada, torturada e estuprada durante 5 horas por um homem que dizia estar "curando-a” do lesbianismo. Por pouco não sobrevive.

Campanha nacional por uma infância e adolescência sem racismo


racismo naoO Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) lançou no final de novembro a sua Campanha Nacional “Por uma infância e adolescência sem racismo – Valorizar as diferenças na infância é cultivar igualdades". A ação tem como objetivo alertar a sociedade sobre o impacto do racismo na vida de milhões de crianças e adolescentes brasileiros e promover iniciativas de redução das disparidades, aumentando a valorização da diversidade étnico-racial.

Governo faz acordo com ruralistas e Código Florestal vai a votação em 14 de dezembro.


Na sessão extraordinária de quarta-feira, dia 8/12, o líder do Governo, Cândido Vaccarezza (PT/SP), anunciou publicamente o que muitos já sabiam, mas ninguém confirmava: foi feito um acordo com líderes da bancada ruralista para votar na próxima terça, dia 14, o regime de urgência para a mudança no Código Florestal. Segundo Vaccarezza, o acordo seria para votar "apenas" o regime de urgência, e o mérito ficaria para o ano que vem.

Campanha para STF julgar ação direta que declara patentes pipeline inconstitucionais


Com a proximidade do dia 1° de dezembro, escolhido para simbolizar a Luta contra a AIDS, a ABIA está empreendendo uma campanha para fazer chegar às mãos dos Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) uma petição para que o tribunal julgue a Ação Direta de Inconstitucionalidade 4234, declarando as patentes pipeline inconstitucionais. Essas patentes tiraram do domínio público centenas de medicamentos essenciais para doenças como AIDS, Esquizofrenia, Câncer, entre muitas outras. Por causa delas, a população brasileira e a dos países em desenvolvimento, não têm acesso a versões genéricas desses medicamentos.