Eventos

Lançamento do Curta “O lá e o aqui”


O lançamento do documentário “O lá e o aqui” irá te apresentar o curta-metragem que traz o relato de jovens estudantes vindos de países africanos para o Brasil e mostra suas percepções sobre as questões raciais, traça um paralelo entre expectativas e realidades. O evento acontecerá no dia 16 de setembro, a partir de 10h, na Casa de Jongo, em Madureira. A entrada é gratuita.

Belo Horizonte: A Ocupação está de volta contra políticas higienistas


Dezenas de coletivos autônomos de Belo Horizonte se mobilizaram para organizar um ato político e cultural nesse domingo, 27 de Agosto. A Ocupação 9 – A Rua Vive! contará com 12 horas de programação para diversos públicos, contando com atrações musicais, performances teatrais, aulas e oficinas, além de brincadeiras infantis. “Esperamos uma festa maravilhosa no domingo” disse Nathalia Orleans Barcelos, ativista do movimento Viaduto Livre e uma das colaboradoras desta edição de A Ocupação. “Temos muita gente somando, muita gente querendo fazer acontecer e buscando que algo diferente aconteça na cidade”,

Vem aí mais uma edição do Encontro Feminista Latino-Americano e do Caribe


A 14ª edição do Encontro Feminista Latino-Americano e do Caribe (Eflac), organizado pelo Cotidiano Mujer – coletivo uruguaio dedicado à comunicação e aos direitos humanos -, está marcado para acontecer entre os dias 23 e 25 de novembro, em Montevidéu, capital do Uruguai.

O encontro tem como principal objetivo, a partir da incorporação dos direitos humanos das mulheres, contribuir com o fortalecimento da democracia na América Latina. “Ele representa uma potente referência regional de trocas feministas da América Latina e do Caribe, dos problemas existentes, das práticas desenvolvidas pelos diferentes feminismos, assim como da construção de estratégias em comum”, afirma Maria do Socorro Almeida, membro da Comissão Organizadora do Eflac.

Evento discute desafios para promoção dos direitos sexuais e reprodutivos na escola


O seminário Educação, gênero e sexualidade: desafios e boas práticas para o combate às desigualdades, propõe uma discussão sobre os desafios e oportunidades para se promover a saúde e os direitos sexuais e reprodutivos entre adolescentes e jovens, afirmar a diversidade, e combater as desigualdades em diferentes contextos de aprendizagem.

Como resultado da experiência da Viração Educomunicação com as metodologias da educomunicação e da educação entre pares, o evento apresenta também ferramentas estratégicas para a promoção dos direitos sexuais entre adolescentes e jovens, e do debate sobre gênero e sexualidade no cenário atual.

O evento é gratuito e acontece no dia 01 de agosto, das 14h às 18h, na Escola de Ciências do Trabalho do DIEESE, Rua Aurora, 957, próximo à estação República.

O Julho Negro 2017 terá ações do dia 17 a 21 de julho


O Julho Negro é uma articulação protagonizada pelos movimentos de Mães e Familiares Vítimas do Estado Brasileiro: Rede de Comunidades e Movimento contra a Violência, Mães de Maio de SP, Fórum Social de Manguinhos, Mães de Manguinhos,Mães Vítimas da Chacina da Baixada com a adesão e apoio  do Fala Akari, Coletivo Papo Reto , União Social dos(as) imigrantes Haitianos(as),Fórum de Juventudes RJ ,Movimento Moleque, Comitê Nacional Palestino – BDS, Ação Direta em Educação Popular – Mangueira,Fórum Grita Baixada e Centro dos Direitos Humanos da Diocese de Nova Iguaçu com o movimento/campanha dos Estados Unidos da América Black Lives Matter(Vidas Negras importam), que desde o ano passado vem estabelecendo um diálogo e ações entre Brasil – EUA sobre Militarização e Racismo


Do Facebook

O Julho Negro na sua edição 2017 terá ações do dia 17 a 21 de julho.Nesse ano estamos ampliando a articulação Internacional de luta contra o racismo e militarização das vidas com a participação de mães e familiares vítimas da Palestina, do México e da Associação de Haitianos do Brasil.

Semana de Formação em Direitos Humanos e Educação Popular chega a sua segunda edição em julho


Concebida com o objetivo de pensar o campo de direitos na atualidade, a Semana de Formação em Direitos Humanos e Educação Popular se encontra diante de um desafio ainda maior em 2017. Afinal, o cenário que se desenha para esse ano é de continuidade do processo de acirramento de graves violações de direitos.

É nesse contexto que a educação popular desponta com seu potencial de reinvenção social que, imerso no contexto das lutas populares, é condição para construção da ação política no combate às desigualdades.

Como resultado dessa reflexão, a Ação Educativa retoma e amplia a frente de entidades e movimentos que construiu a primeira edição do encontro e chega em julho com uma proposta ainda mais plural de atividades e oficinas durante os cinco dias de programação.

Já na mesa de abertura, o debate que pretende abordar os panoramas nacional e internacional da luta por direitos humanos contará com a presença da diretora executiva da Anistia Internacional, Jurema Werneck, do presidente do Conselho Nacional dos Direitos Humanos, Darci Frigo e de Carmem Silva (a confirmar), liderança da Frente de Luta por Moradia.

Abong e associadas lançam projeto Sociedade Civil Construindo a Resistência Democrática


A Abong, em parceria com suas associadas CAMP, CESE e CFEMEA, vai realizar na próxima terça-feira (27/06), o lançamento do Projeto Sociedade Civil Construindo a Resistência Democrática, cujo objetivo é apoiar processos de organização e articulação da sociedade civil brasileira, fortalecendo seu protagonismo na afirmação de direitos e da democracia.

Acesse aqui e aqui o convite e a programação da atividade respectivamente.

Belo Horizonte faz nesta sexta ato por 'Fora, Temer!' e Diretas Já


Depois de Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Salvador e Porto Alegre, o movimento das Diretas Já faz novo ato-show nesta sexta-feira (16), em Belo Horizonte, pela saída do presidente Michel Temer (PMDB) e convocação de eleições diretas para que o povo defina diretamente o nome para sua sucessão. O protesto começa com uma concentração as 16h na Praça Afonso Arinos, no Centro da capital. De lá, o grupo segue em passeata com blocos de carnaval, como Volta Belchior e Chama o Síndico, até a Praça da Estação para os shows, com início previsto para as 19h.

O ato pelo "Fora, Temer!" e Diretas Já em Belo Horizonte está sendo organizado em conjunto pela Frente Brasil Popular e pela União Nacional dos Estudantes (UNE), cujo congresso nacional ocorre desde quarta-feira (14) na capital mineira – a entidade que representa o movimento estudantil comemora 80 anos de fundação e tem as eleições presidenciais como um dos eixos dos debates e manifestações do encontro.

UFBA prepara-se para receber o Fórum Social Mundial em 2018


O processo de preparação para a realização do Fórum Social Mundial 2018, na Universidade Federal da Bahia já começou.  Com o tema “Resistir é criar, resistir para transformar”, o evento mundial acontecerá de 13 a 17 de março de 2018, reunirá movimentos sociais de todos os continentes com o objetivo de elaborar alternativas para uma transformação social global e tem a expectativa de atrair mais de 60 mil pessoas à cidade de Salvador.

“Como anfitriã desse grande evento, as dependências da UFBA são um ambiente propício para refletir sobre o realismo e a utopia indispensáveis à transformação contínua e virtuosa da sociedade”, pois, observou o reitor João Carlos Salles, “a Universidade é um lugar de debates, críticas, questionamentos e interesses diversos”.  Além disso, a UFBA terá a oportunidade de reforçar os laços entre seus diversos grupos de pesquisas cujas temáticas são comuns aos vários movimentos sociais que estarão presentes no Fórum, disse Salles, durante entrevista concedida nesta quinta feira, 1º de junho, ao programa Multicultura, na rádio Educadora FM de Salvador.