Yanomami recebem apoio na crise da gestão da saúde


YanomamiCoiab, CIR, Associação Indígena Zoró e Survival International enviam cartas de apoio aos Yanomami, que estão indignados diante da possibilidade da corrupção voltar a deteriorar os serviços de saúde na Terra Indígena Yanomami. Por essa razão, detiveram um monomotor da Funasa no início da semana e a Polícia Federal avalia a possibilidade de intervir.

A indicação do Senador Romero Jucá(PMDB/RR) para nomear a coordenadora do Distrito Especial de Saúde Yanomami gerou uma crise na gestão do serviço de saúde da Secretaria de Saúde Indígena (Sesai). Veja aqui.

A falta de ação do Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, tem levado preocupação a outros órgãos do governo federal e a Polícia Federal avalia a possibilidade de entrar na TI Yanomami para retirar o piloto e a aeronave retidos desde o dia 30/5. Os Yanomami solicitam ser ouvidos pelo Ministro da Saúde e tem recebido cartas e mensagens de apoio de outros povos indígenas, como a carta de enviada pela Associação do Povo Indígena Zoró, de Rondônia, que revela que naquele estado os indígenas têm enfrentado problemas parecidos na implantação da Sesai. Segundo a carta, “ao invés de criar uma secretaria para fortalecer a Saúde indígena, estão tentando manter a mesma cúpula da Funasa no poder, sem levar em consideração a participação de nós indígenas.” Leia aqui a mensagem dos Zoró.

Organizações indígenas regionais, como a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab) e o Conselho Indígena de Roraima (CIR) e organizações de apoio como a Survival International (SI) também têm se manifestado. Leia nota pública do CIR e também a carta da Coiab. A manifestação da Survival International foi enviada à Presidente Dilma, ao Relator Especial de Povos Indígenas da ONU, James Anaya , e ao coordenador da Organização Pan-americana de Saúde no Brasil, Diego Victoria.

Fonte: ISA, Instituto Socioambiental