Evento debate novas configurações do trabalho frente às migrações


Será realizado, no dia 23 de novembro, o seminário "Migrações, novas configurações do trabalho e crise do capitalismo cognitivo - Encontro com Sandro Mezzadra". A idéia do encontro é fazer uma exposição sobre como a migração - mesmo com o controle de fronteiras cada vez mais reforçado - ainda consegue traçar linhas de fuga à rigidez da divisão internacional do trabalho e, sobretudo, como essas linhas constituem motores fundamentaius das profundas transformações que vêm operando no interior do capitalismo contemporâneo, reconfigurando a própria democracia e as concepções de cidadania e de trabalho. Quase sempre apresentada como uma categoria antipolítica, a fuga tem constituído, de acordo com Sandro Mezzadra, uma forma privilegiada de subjetivação e um dos instrumentos básicos de recusa do exercí­cio dos direitos de cidadania por via da integração e da subordinação. O evento começará às 14h no auditório Oliveira Castro, do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, que fica na rua Xavier Sigaud, 150, Urca, Rio de Janeiro.