Campanhas

"Eu apoio a causa indígena"


A Associação Juízes para a Democracia, o CIMI, diversas entidades indígenas e personalidades lançam a Campanha “Eu apoio a Causa Indígena”, que é aberta para adesão pública. A iniciativa reivindica: a) políticas públicas e demarcação das terras tradicionais; b) urgência nos julgamentos pelo Judiciário; e c) manifestação contra a PEC 215. A íntegra da carta está disponível em www.causaindigena.org.

Campanha Faça Bonito mobiliza pela proteção da infância


Com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que se comemora no dia 18 de Maio, o Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes lançou a campanha “Faça Bonito. Proteja Nossas Crianças e Adolescentes”, em parceria com a Comissão Intersetorial de Enfrentamento e Apoio da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

Mercosul começa campanha pela erradicação do trabalho infantil


O Brasil e países do Mercado Comum do Sul (Mercosul) iniciam campanha para erradicação do trabalho infantil nos países do bloco. A mobilização é organizada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC). Chamada de “Mercosul Unido contra o Trabalho Infantil”, as ações da iniciativa  terão como foco conscientizar a população para prevenir e erradicar o trabalho infantil, principalmente nas formas mais perigosas, como o trabalho agrícola, o trabalho doméstico e a exploração sexual comercial.

Saúde mobiliza jovens gays na prevenção à Aids


cartaz campanha carnaval 2012No ano passado, para cada 16 homossexuais de 15 a 24 anos vivendo com aids, havia 10 heterossexuais. Essa relação, em 1998, era de 12 para 10. Os jovens gays, de 15 a 24 anos, são o principal foco da campanha do Ministério da Saúde para o Carnaval deste ano. A ação dá prosseguimento ao tema lançado no Dia Mundial de Luta contra a Aids, em 1º de dezembro. De 1998 a 2010, o percentual de casos na população heterossexual de 15 a 24 anos caiu 20,1%. Entre os gays da mesma faixa etária, no entanto, houve aumento de 10,1%, conforme último boletim divulgado.

Mobilização quer efetivar metas de qualidade para serviço de banda larga no Brasil


Graças às mais de 80 mil mensagens enviadas ao Conselho Diretor da Anatel, foram aprovadas no ano passado as primeiras metas de qualidade para o serviço de banda larga no Brasil, porém, a Oi está ameaçando jogar tudo por água abaixo. A empresa encaminhou um pedido oficial à Anatel para anular pontos importantes das metas de qualidade. A Anatel publicou o pedido da Oi e abriu uma consulta pública, até 1º de fevereiro, para saber o que a sociedade pensa sobre a anulação das metas de qualidade. Além de deixarmos claro que não podemos recuar nas garantias já aprovadas, precisamos expor a Oi publicamente, na imprensa e via redes sociais, mostrando o desrespeito da empresa com os consumidores.

Brasil: Medalha de ouro em assassinatos e violência homofóbica


Para enfrentar a crise atual de violência contra gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais, já que não temos uma lei que criminalize a homofobia no país, precisamos como nunca de uma ação imediata - e pública - por parte do Governo. A negligência do Governo perante os crimes ocorridos pode significar a sentença de morte para centenas de brasileiros e brasileiras que terão suas vidas ceifadas em 2012 por serem quem são – a menos que medidas urgentes sejam tomadas imediatamente. Clique aqui e participe da campanha.

Histórias podem mudar o mundo


A iniciativa "Take back the Tech" está empreendendo uma campanha para erradicar a violência online praticada contra meninas, mulheres, além de pessoas de grupos e/ou listas de discussão que são perseguidas em razão de gênero, identidade sexual ou política. O mundo está, cada vez mais, conecado em rede e isso tem criado grandes possibilidades para compartilhar realidades nunca ouvidas, para organizar e promover ações coletivas, para traçar e definir um mundo mais equitativo, que inclui a diversidade e que não tolera mais a discriminação. Ao mesmo tempo, a violência baseada em gênero cresce na Internet. E o pior é que essas experiências não são relatadas ou documentadas.

Dia de Pressão na Anatel


A sensação de que a conexão que você compra não é a que chega até você é a mais pura realidade. As operadoras de banda larga só garantem 10% da velocidade contratada e algumas nem se comprometem com uma capacidade mínima! Apesar das inúmeras reclamações, não há regulação que garanta a qualidade da internet que pagamos.

Isso pode mudar dentro de algumas semanas. Para isso, dependemos de quatro pessoas: os membros do Conselho Diretor da Anatel. Eles se reúnem toda quinta-feira e, em breve, votarão uma resolução sobre a qualidade da internet. Infelizmente, há uma enorme pressão dos provedores de banda larga pela aprovação de uma regulação fraca. Precisamos nos manifestar para que a agência não atenda apenas aos interesses das empresas.

Jornalistas lançam campanha pela autodeclaração racial e étnica


A FENAJ – Federação Nacional dos Jornalistas acaba de lançar a campanha “Jornalista de verdade assume a sua identidade” - iniciativa assinada em conjunto com a EBC – Empresa Brasil de Comunicação, com apoio da ONU Mulheres. Além de reafirmar compromissos assumidos com a categoria e divulgar o Ano Internacional das e dos Afrodescendentes, a campanha faz parte de um esforço para gerar um debate mais amplo sobre o enfrentamento ao racismo e às desigualdades de gênero entre as/os jornalistas.
  

Brasil é destaque em campanha global do ACNUR contra apatridia


Atualmente, milhões de pessoas não são reconhecidas como cidadãos por nenhum país do mundo. São pessoas sem nacionalidade, que não existem no papel. São apátridas. Para reduzir a apatridia no mundo e aumentar a adesão da comunidade internacional às convenções da ONU e sensibilizar a opinião pública sobre o tema, o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) lança hoje uma campanha global sobre este problema, que afeta uma população estimada em aproximadamente 12 milhões de pessoas.