Campanha "Tá na Hora da Roça"


O Sistema Agrícola Tradicional Quilombola do Vale do Ribeira  se torna, nesta quinta-feira (20/09/2018), Patrimônio Cultural Brasileiro - reconhecimento feito pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). É um momento de comemoração para todas as comunidades quilombolas do Vale do Ribeira e um marco de fundamental importância para todos os quilombos espalhados pelo Brasil. 

Esse reconhecimento é resultado do trabalho do Instituto Socioambiental (ISA) em parceria com as comunidades quilombolas. Entre 2014 e 2017 o ISA e as comunidades redigiram o dossiê que deu início ao processo de análise de reconhecimento do Iphan. 

“O reconhecimento é um incentivo a mais para cobrar do governo a implantação de políticas públicas em nossos territórios. Ter mais uma garantia para a nossa agricultura quilombola. Os municípios também vão valorizar mais a nossa produção, quem sabe compram para a merenda escolar. Para as comunidades, sabemos que é uma conquista a mais da nossa luta.” - Elvira Morato, Quilombo São Pedro. 

“O sistema agrícola quilombola ser reconhecido como patrimônio imaterial brasileiro é um modo de ganhar liberdade. O registro é mais uma ferramenta para combater a desigualdade e fortalecer as comunidades e seu modo de vida. Que seja uma ferramenta para combater a desigualdade. Assim como o sol nasce para todos, que assim seja a nossa liberdade.” - Osvaldo dos Santos, Quilombo Porto Velho 

Apesar desse reconhecimento, as comunidades quilombolas do Vale do Ribeira estão enfrentando um grande desafio: suas roças tradicionais, parte central do sistema agrícola, estão ameaçadas pela burocracia e pela falta de conhecimento dos órgãos ambientais de SP. 

A roça tradicional é fundamental para as comunidades do Ribeira. Esse tipo de plantio garante alimento saudável, a conservação da Mata Atlântica e a cultura  quilombola viva. 

Você pode ajudar os quilombolas a reverter essa situação! As comunidades lançaram a campanha Tá Na Hora da Roça para pressionar o governo de São Paulo a emitir as licenças para abertura das áreas das roças no prazo adequado. Isso garante segurança alimentar, autonomia e fortalecimento cultural para as comunidades. O ISA é parceiro das comunidades há muitos anos e apoia a campanha. 

Precisamos de você para que a mensagem das comunidades seja ouvida! Vamos pressionar o governo do estado de SP a respeitar o plantio tradicional dos quilombolas e a emitir a autorização das roças no prazo certo. Assine a Petição: 

https://socioambiental.us8.list-manage.com/track/click?u=90eb6ee369e9241ee16c009f5&id=38d33e49c9&e=4f5a33db3c 

Fonte: https://peticoes.socioambiental.org/ta-na-hora-da-roca