Você está aqui

Destaque

Amazônia Sustentável: Unidades Socioprodutivas

Sim, é possível juntar azeite e vinagre numa boa salada. Na Amazônia tem-se desmatado pra produzir mal (63% da área é ocupada por pastagens de baixíssima produtividade, outros 23% são abandonadas). Em zonas já agricultáveis, é preciso priorizar políticas que incentivem o aumento da eficiência produtiva, a partir de técnicas mais amigáveis ao meio ambiente, que gerem mais receitas com menos terra, como já acontece em alguns lugares, embora sejam exceção qdo deveriam ser regras.

ISA publica estudo sobre garimpo na bacia do Xingu

Garimpo no XinguO Instituto Socioambiental (ISA) publicou um estudo sobre e áreas de garimpo abertas ou reativadas em três Terras Indígenas e quatro Unidades de Conservação na bacia do Xingu entre 2018 e 2019.

Entidades denunciam Anatel por bens reversíveis

A Coalizão Direitos na Rede vem a público denunciar as Consultas Públicas da Anatel nº5 (Regulamento de Adaptação das Concessões do STFC para Autorização) e nº19 (Regulamento de Continuidade de Prestação do Serviço Telefônico Fixo Comutado) que abordam, em ambos os casos, o tratamento dos bens reversíveis do Serviço de Telefonia Fixo Comutado – STFC.

“Foi assassinato, não foi acidente”, diz família de Ari Uru-Eu-Wau-Wau, morto em Rondônia

Mesmo com marca de pancadas, a Polícia Civil põe dúvidas no crime. Organizações como a Kanindé e Anistia Internacional exigem esclarecimentos e conduções das investigações pela Polícia Federal.
Fonte: Amazônia Real

Governo Bolsonaro pode provocar etnocídio e genocídio de povos isolados e de recente contato

CimiNo Brasil existem, aproximadamente, 114 povos indígenas isolados. O Conselho Indigenista Missionário – Cimi manifesta grave preocupação e repudia veementemente as recentes iniciativas do Governo Bolsonaro que afrontam a Constituição Brasileira e a política sobre povos indígenas isolados e de recente contato no Brasil.

Vigilantismo e Ameaças às Liberdades na Amazônia

A Coalizão Direitos na Rede expressa sua preocupação em relação aos ataques aos direitos à privacidade, liberdade de expressão e associação, através da detenção arbitrária e apreensão de dispositivos eletrônicos e documentação de ONGs que trabalham na Amazônia brasileira, particularmente na região do Rio Tapajós, no Estado do Pará.

Nota pública: 2019, Cidadania e Estado de Direito

28/11/2019

Fonte: Grupo de Institutos Fundações e Empresas (GIFE).

No marco da erosão crescente do nosso ambiente democrático, o ano de 2019 tem sido marcado pela profunda hostilidade oficial à atuação do terceiro setor e da sociedade civil no Brasil.

Nota do Cimi sobre as agressões do Presidente eleito contra os Povos Originários do Brasil

CIMIBolsonaro insiste em equiparar os povos a animais em zoológicos, o que é, por si só, inaceitável. Ao fazer isso, o presidente eleito sinaliza que os povos podem ser caçados e expulsos por aqueles que têm interesse na exploração dos territórios indígenas e que pensam como ele.

Manual de Defesa Contra a Censura nas Escolas

Manual contra a censura nas escolasEste Manual [ver anexo, abaixo] foi elaborado como uma resposta às agressões dirigidas a professoras e professores e a escolas como estratégias de ataque de movimentos reacionários à liberdade de ensino e ao pluralismo de concepções pedagógicas, princípios previstos na Constituição Federal (1988). Porém, ao longo deste trabalho, a complexidade deste fenômeno nas escolas foi conferindo ao significado de “defesa” um sentido especial, mais amplo que a mera reação à agressão injusta.

Páginas

Theme by Danetsoft and Danang Probo Sayekti inspired by Maksimer