Cadernos

Por um novo paradigma civilizatório: bem viver em harmonia com a Mãe Terra para garantir a vida


Reuniao indigenaPosicionamento da Coordenação Andina de Organizações Indígenas para a Rio+20

Os povos indígenas andinos e suas organizações dirigimos-nos aos Estados membros das Nações Unidas, a seus representantes na Conferência sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), (...) 

Leia a matéria completa na Rets Rio+20

Rio+20 e a rosquinha


Neste excelente video, veja em oito minutos os principais eixos e objetivos da Rio+20, apresentados por Aron Belinky. Explica como funciona a Rio+20 e por que o diagrama da rosquinha resume tudo.

 

Fonte: Site do Ladislau Dowbor

Violação de direitos humanos no Brasil em 2011 - Informe 2012 da Anistia Internacional


Anistia Internacional LogoApesar de avanços importantes em termos de políticas de segurança pública, os agentes de aplicação da lei continuaram a usar a força de modo excessivo e a praticar torturas e execuções extrajudiciais. Grupos de extermínio e milícias continuam a causar preocupação. Superlotação extrema, condições degradantes, tortura e outros maus-tratos foram registrados nos sistemas penitenciários adulto e juvenil, assim como em carceragens das delegacias de polícia.

 Nas áreas rurais, conflitos por terras resultaram no assassinato de diversos ativistas rurais e ambientais. Pistoleiros contratados por proprietários de terras continuaram a atacar comunidades indígenas e quilombolas com impunidade.

Milhares de pessoas foram despejadas à força para dar lugar à instalação de grandes obras de infra-estrutura.

Informações gerais

Publicação do ACNUR faz alerta sobre aumento de deslocamento global, com destaque para mudanças climáticas


O Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados, António Guterres, alertou para o aumento dos fatores que estão causando grandes deslocamentos populacionais, no evento de lançamento do relatório The State of the World’s Refugees: in Search of Solidarity, ocorrido em Nova Iorque em 31 de maio. Segundo o Alto Comissário, os próximos 10 anos terão mais e mais pessoas em situação de refúgio ou deslocadas dentro de seus próprios países. Guterres afirmou ainda que os deslocamentos relacionados a conflitos estão sendo potencializados por uma combinação de fatores que incluem mudanças climáticas, crescimento populacional, urbanização, insegurança alimentar, escassez de água e competição por recursos.

 

Nova versão do documento base da Rio+20, não divulgada pela ONU


A Cúpula dos Povos divulga em primeira mão a mais recente versão do documento que servirá de base para as discussões na Rio+20 oficial (o ‘rascunho zero’), distribuída apenas para os grupos negociadores das Nações Unidas – Estados-membros, organizações intergovernamentais e 'Major Groups'. No espírito 'Wikileaks', esta divulgação de um documento mantido fora do alcance do público pela ONU é apenas a primeira da série que chamamos de Rio+Leaks.

Cúpula dos Povos denuncia caráter excludente dos “diálogos” propostos pelo governo na Rio+20


Nota de esclarecimento - A propósito do convite feito pelo Governo Brasileiro ao Comitê Facilitador da Sociedade Civil na Rio+20 (CFSC) para participarmos dos Diálogos para o Desenvolvimento Sustentável (DDS), informamos que: Ao longo das últimas décadas, as redes e entidades que compõem o CFSC e realizam a Cúpula dos Povos por Justiça Social e Ambiental na Rio+20 lutaram _ e seguem lutando nos dias de hoje _ pela abertura de espaços de participação e diálogo visando a conquista de políticas públicas que façam avançar a democratização no âmbito dos Estados, a justiça social e ambiental e a distribuição da renda e riqueza.

Cúpula dos Povos não participará de evento preparatório para Rio+20 com governo brasileiro


logo cupula dos povosNota de esclarecimento do Comitê Facilitador da Sociedade Civil Brasileira para a Rio+20 (CFSC) sobre a participação nos Diálogos para o Desenvolvimento Sustentável, reuniões preparatórias à Rio+20 oficial organizadas pelo governo brasileiro

 

Nova presidenta do Consea alerta sobre desnutrição de índios e negros no Brasil


Ao tomar posse na presidência do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), órgão consultivo do governo, a antropóloga Maria Emília Lisboa Pacheco, manifestou sua preocupação com a desnutrição nas comunidades indígenas e quilombolas no Brasil. Ela citou duas medidas que, em sua avaliação, ameaçam o direitos à alimentação dessas populações.

Documentário conta histórias de agricultores familiares


agricultor familiarO que parecia impossível para muitos vem se tornando realidade nas bacias dos rios Xingu e Araguaia. Em "A resposta da terra", os agricultores contam como passaram de desmatadores a pioneiros na restauração florestal na região.

Inesc lança livro sobre o Estatuto da Igualdade Racial


Inesc lança a publicação “O processo de aprovação do Estatuto da Igualdade Racial: Lei nº 12.288 , de 20 de julho de 2010”. A iniciativa vai ao encontro do compromisso assumido pelo instituto de desenvolver ações e projetos com foco no combate ao racismo. O livro foi elaborado pelo pesquisador da Universidade de Brasília, Sales Augusto dos Santos, que realizou consultoria para o Inesc. O objetivo foi produzir um documento que evidenciasse a discussão da questão racial dentro do Parlamento tendo o Estatuto como exemplo. A publicação está disponível para download.