Marco Civil da Internet: entre o lobby e a liberdade

O texto abaixo de Guilherme Varella descreve com clareza os dois temas centrais em disputa no processo de aprovação do Marco Civil no Congresso brasileiro. Foi publicado originalmente em novembro de 2012 no UOL mas continua atualíssimo.

Pré-vestibular na Maré: inscrições vão até o dia 01/02

Ao longo dos quase 14 anos de projeto, o curso pré-vestibular da REDES já aprovou mais de 900 estudantes da Maré para as universidades públicas e a PUC-Rio.

Curso: Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva -- Teoria, Prática Pedagógica e Estudo de Caso

Estão abertas as inscrições para o curso "Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva: Teoria, Prática Pedagógica e Estudo de Caso". O curso destina-se a profissionais e estudantes das áreas de educação, psicologia, psicopedagogia, fonoaudiologia, saúde e mediadores de alunos incluídos. As vagas são limitadas.Os encontros ocorrerão no bairro do Largo do Machado, Rio de Janeiro (RJ), aos sábados, das 9:00 às 12:00, e o investimento será de R$ 150,00.O curso será ministrado pela psicóloga e psicopedagoga Cristiane Botelho de Lima.

Minc abre edital para implementar 27 pontos de cultura negra

Está aberto o edital de seleção de projeto para implantação de 27 Pontos de Cultura Negra, do qual poderão participar instituições públicas ou privadas sem fins lucrativos cuja finalidade se relacione diretamente às características dos programas e ações com as quais irão concorrer.

O futuro da cidadania ativa

Durante quatro anos, o Grupo Pedras Negras (GPN) - composto por dirigentes de nove entidades, entre elas o Ibase – se reuniu periodicamente com um único objetivo: compartilhar sonhos, buscas, análises e dúvidas diante dos novos desafios, das responsabilidades e das possibilidades das organizações de cidadania ativa.A missão do grupo era contribuir na construção de sociedades mais justas, igualitárias e sustentáveis. O GPN foi criado a partir de uma demanda que a Oxfam Novib fez ao Ibase.

Curso de Extensão em Administração Pública da Cultura no Rio Grande do Sul

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em parceria com a Secretaria de Articulação Instiucional do Ministério da Cultura, abre inscrições para o Curso de Extensão em Administração Pública da Cultura, destinado a gestores públicos e conselheiros culturais dos 126 municípios que aderiram ao Sistema Nacional de Cultura.São oferecidas 64 vagas, distribuídas entre a Região Metropolitana e as regiões de planejamento do Estado.

II Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental abre inscrições para filmes brasileiros

O evento é gratuito, de caráter não-competitivo e será realizado em São Paulo, de 23 a 30 de maio de 2013. Serão aceitas obras finalizadas a partir de 2010, sem restrições quanto a gênero, duração ou suporte de captação/finalização, com temáticas ambientais, tais como: mudanças climáticas, consumo, povos e lugares, ativismo ambiental, políticas públicas socioambientais, mobilidade, habitação, alimentação, globalização, vida selvagem, entre outras.

Minha cidade virou sede de um megaevento esportivo

A Relatoria Especial da ONU para o Direito à Moradia Adequada produziu o folheto "Direito à moradia no contexto dos megaeventos esportivos", onde são apresentadas possibilidades de ações para a defesa do direito à moradia em dois momentos: antes de o evento começar e durante sua realização. O material aborda temas como segurança da posse, habitabilidade, não discriminação, dentre outros - todos eles aspectos do direito à moradia que devem ser respeitados durante os megaeventos.

ONG internacional oferece vagas para consultoria

A ONG internacional Cura para a Violência contrata para consultorias no Oriente Médio, Norte da África e América do Sul e Central. Através da ONG, mais conhecida como CessarFogo Chicago, os consultores atuarão contra o avanço de ciclos de violência fazendo uso de métodos utilizados por entidades como a Organização Mundial da Saúde (OMS), a partir dos conceitos de saúde pública e controle de doenças.

A face policial do aborto

Aborto, punição e desigualdade - mulheres negras, jovens e com baixa escolaridade são as principais acusadas nos inquéritos policiais. Pesquisa do Instituto de Estudos da Religião (ISER), baseada nos registros de ocorrência da polícia do Rio de Janeiro, mostra como as desigualdades sociais estão articuladas à punição das mulheres que abortam. Mulheres negras, jovens e com baixa escolaridade são as principais acusadas nos inquéritos policiais. 

Páginas

Theme by Danetsoft and Danang Probo Sayekti inspired by Maksimer