Cadernos

Absurdo desrespeito à dignidade humana


Pastoral Carcerária recebe denúncias de que detentas são algemadas para dar à luz. De acordo com Rodolfo Valente, coordenador jurídico da Pastoral Carcerária de São Paulo, o caso está em fase de apuração, mas informações das internas e de funcionários de hospitais confirmam a prática.

Banco Mundial lança e-atlas de gênero


atlas generoO novo e-Atlas de Gênero do Banco Mundial, faz parte de de um conjunto de atlas eletrônicos interativos, que permitem que os/as usuários/as visualizem mapas e gráficos com dezenas de indicadores de gênero - com comparações ao longo do tempo e entre países. A ferramenta também permite ver estatísticas dos países em suas várias dimensões de promoção de bem-estar social e empoderamento, através de buscas por palavras-chave. Quando o indicador é selecionado, um mapa do mundo é exibido, mostrando os últimos dados para mais de 200 países.

Cimi lança relatório específico sobre as violências contra os povos indígenas em Mato Grosso do Sul


Num período de oito anos, ao menos 250 indígenas foram assassinados somente no estado. Produzido e publicado pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), o relatório analisa dados de violência coletados nos últimos oito anos. Através de artigos especializados, aprofunda as causas, consequências e caminhos para uma das realidades indígenas mais violentas do mundo – conforme palavras da vice-procuradora geral da República, Deborah Duprat, em artigo reproduzido.

O joio e o trigo no mundo das ONGs


 As recentes notícias sobre desvios de recursos públicos envolvendo ONGs convidam a opinião pública a conhecer melhor estas organizações e suas motivações. Entre as mais de 300 mil ONGs existentes no país existem algumas que foram criadas para servir a interesses particulares e que se beneficiam da ausência de um claro marco regulatório que balize a atuação das ONGs para agirem a serviço de interesses privados. O guarda-chuva difuso do termo não-governamental abriga interesses diversos e muitas vezes contraditórios e opostos. Tudo que não é governo nem empresa pode ser uma ONG. Assim como no mundo empresarial e governamental também no mundo das ONGs existem perfis e interesses heterogêneos.

Anuário das Mulheres Brasileiras 2011


A publicação reúne dados oriundos de pesquisas realizadas por diversas fontes, como OIT, Pnad, TSE e Datasus, com o intuito de subsidiar políticas públicas voltadas à promoção da igualdade de gênero. A pesquisa mostra como a inserção das mulheres no mercado de trabalho reflete as funções sociais historicamente desempenhadas por elas, relacionando-as ao espaço privado, ao cuidado do lar e dos filhos.

Carta aberta reclama participação da sociedade civil em conferência mundial de saúde


"Embora o slogan da mesma seja 'Governos e sociedade civil rumo ao compromisso coletivo de combate as iniquidades em saúde', desconhecemos totalmente os critérios estabelecidos para a participação da sociedade civil - especialmente a brasileira - seja por parte da Organização Mundial de Saúde - OMS, seja por parte do governo brasileiro. Tal fato indica problemas no campo da transparência, da participação democrática e da representatividade.

Que entidades sociais, ambientalistas e acadêmicas aprovaram a posição do Brasil na Rio+20? E qual é ela?


O Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social encaminhou à Ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, e ao Ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, co-presidentes da Comissão Nacional Organizadora da Rio+20, um documento chamado Acordo para o Desenvolvimento Sustentável à Comissão Nacional que organiza a Rio+20.

Revista Viva Favela dedica edição inteira a questões habitacionais


Pensar a moradia é vislumbrar uma dimensão do processo democrático: o direito à cidade. A moradia condensa uma série de significados, sentimentos, e processos sociais. No caso das favelas, é, ao mesmo tempo, o lugar mesmo de construção e proliferação de estigmas – o “favelado”, que, por ali viver é visto como bandido em potencial – e também o lugar de sonho e de construção de futuro materializada naquela casa que nunca fica pronta.

A la Mujer Árbol y Premio Nobel de la Paz, Wangari Maathai


La Premio Nobel de la Paz, Wangari Maathai, nos ha enseñado que el cambio es posible, si hay persistencia. La primera mujer africana en doctorarse, feminista, defensora de la paz y fundadora del Movimiento Cinturón Verde. Su muerte no nos deja indiferentes, hacemos un repaso a su historia.

En los tiempos que corren es necesario recordar a personas como la Premio Nobel de la Paz, Wangari Maathai, que falleció ayer tras su última lucha, contra un largo cáncer de huesos.

Pesquisa chama atenção para realidade e direitos de indígenas que moram em centros urbanos


Chamar a atenção para a realidade dos indígenas que moram nas cidades e reunir e divulgar práticas e leis que subsidiem políticas públicas voltadas para essa parcela da população brasileira. Esses são os objetivos do projeto A cidade como afirmação dos direitos indígenas, promovido pela Comissão Pró-Índio de São Paulo (CPI-SP) e pelo Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos.