Eventos

Já começou a IX edição da Feira da Reforma Agrária, patrimônio da cidade do Rio de Janeiro


Entre os dias 04, 05 e 06 de dezembro acontece a IX Feira Estadual da Reforma Agrária Cícero Guedes, no Largo da Carioca, no Centro do Rio de Janeiro. Este é um evento de exposição e comercialização de produtos da agricultura familiar camponesa dos Assentamentos da Reforma Agrária realizado pelo Movimento Sem Terra – MST.

Durante os três dias serão comercializadas mais de 130 toneladas de alimentos, com variedades de produtos vindos de vários assentamentos da Reforma Agrária. A diversidade dos alimentos oferecidos surpreende os que passam pela Feira são diferentes tipos de arroz, feijão vermelho e de corda, frutas e polpas, legumes, verduras, suco de uva integral, produtos derivados de cana-de-açúcar (açúcar mascavo, melado, rapadura), ervas medicinais, fitoterápicos e fitocosméticos.

A feira terá a participação de assentados/as de todo o estado do Rio de Janeiro e suas cooperativas, associações e grupos coletivos. A estimativa é que cerca de 120 agricultores estejam presentes na feira divulgando suas produções in natura e industrializadas das cooperativas de Reforma Agrária de diversos estados do Brasil.

Aru, primeira revista de pesquisa intercultural da Bacia do Rio Negro, será lançada em Manaus


Revista Aru CapaSerá lançada no próximo dia 7 de dezembro, às 19 horas, na tradicional banca do Largo (Centro de Manaus), a revista semestral Aru. Produzida pelo Programa Rio Negro do Instituto Socioambiental (ISA), em parceria com a Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (Foirn), esse é o primeiro número da publicação semestral dedicada a divulgar pesquisas, ensaios, artigos, entrevistas, mapas e outros materiais produzidos neste ambiente de intercâmbio e pesquisas interculturais no noroeste da Amazônia.

Inauguração popular da Casa da Mulher Brasileira em Boa Vista/RR


O Coletivo de Mulheres Defensoras Públicas do Brasil, o Numur – Núcleo de Mulheres de Roraima e o GEIFRON – Grupo de Estudo Interdisciplinar sobre Fronteiras: Processos Sociais e Simbólicos lançam o convite:

Nós do Coletivo de Mulheres Defensoras Públicas do Brasil, Numur e GEIFRON convidamos a todxs a participarem desse ato civil de protesto contra a demora na inauguração da Casa da Mulher Brasileira, cujo prédio está pronto há mais de um ano sem ser entregue à população.

A CMB foi planejada para ser um local de acolhimento e atendimento integral de mulheres em situação de violência, e terá em um só espaço o judiciário, a Defensoria Pública, o Ministério Público, a Delegacia Especializada no Atendimento da Mulher, transporte, abrigamento temporário, o que evitará a sua peregrinação pelos serviços em busca de proteção, o que sempre implica em revitimização ou até na morte prematura delas.

É notório que Roraima é o Estado brasileiro campeão em homicidios de mulheres e trans, pelo que consideramos inaceitável essa demora injustificada na inauguração da Casa da Mulher Brasileira.

Evento em Brasília debate o papel da mulher negra na arte urbana brasileira


No mês da Consciência Negra, Brasília ganha um novo projeto para discutir os processos criativos de mulheres negras na arte urbana brasileira. Nos dias 23 e 24 de novembro, grandes representantes femininas da cultura urbana e do hip hop do DF e do Brasil se reúnem no Espaço Cultural Canteiro Central e na Arena Conexões do Estádio Nacional para a realização do projeto Conexões Urbanas: Impressões Femininas na Cultura de Rua.

Com entrada franca mediante doação de livros, brinquedos e alimentos não perecíveis, o projeto apresenta duas oficinas sob os temas de empoderamento feminino com Vera Veronika e técnicas de DJ para mulheres com as DJs Donna e Simmone Lasdenas; um aulão de dancehall com Carolina Mercado; e uma noite de discotecagens, graffite ao vivo e shows que reúnem importantes DJs, MCs, b-girls e grafiteiras representantes do cenário de arte urbana feminino no Brasil.

ABIA propõe seminário sobre debate da prevenção como um direito na saúde


Como e por que compreender a prevenção como um direito? A pergunta é o eixo norteador do Seminário Dimensões Sociais e Políticas da Prevençãoorganizado pela Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA). O debate acontece nos próximos dias 28 e 29 de novembro, de 9h até 17h30, no Hotel Windsor Florida, Flamengo (RJ).

As inscrições para o Seminário Dimensões Sociais e Políticas da Prevenção são gratuitas e online (acesse https://goo.gl/forms/oPBe5LSmoXGLkm183) ou podem ser feitas pelo telefone 2223-1040 (das 14h às 19h).  Informações sobre o evento estão disponíveis neste link https://goo.gl/yzsPqN .

Manifesto de chamamento ao Fórum Alternativo Mundial da Aguá 2018


O  Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA 2018) acontecerá entre os dias 17 e 22 de março de 2018, em Brasília. Nos dias 17, 18 e 19 as atividades acontecerão na Universidade de Brasília e entre os dias 20 e 22 serão realizadas atividades descentralizadas

É um evento internacional, democrático e que pretende reunir mundialmente organizações e movimentos sociais que lutam em defesa da água como direito elementar à vida.

Este  Fórum pretende unificar a luta contra a tentativa das grandes corporações em transformar a água em uma mercadoria, privatizando as reservas e fontes naturais de água. tentando transformar este direito em um recurso inalcançável  para  muitas populações, que, com isso, sofrem exclusão social, pobreza e se vêm envolvidas em conflitos e guerras de todo o tipo.

Várias entidades brasileiras e internacionais se reuniram e decidiram impulsionar este evento, como continuidade de Fóruns Alternativos anteriores, como os realizados em Daegu, na  Coreia do Sul, e em Marselha, na França.

Belo Horizonte recebe feira de produtos agroecológicos, arte e cultura


Depois da gratificante experiência no ano 2016, o Festival de Arte e Cultura da Reforma Agrária, chega pela segunda vez à Belo Horizonte, para compartilhar as cores, cheiros, músicas e sabores da cultura Sem Terra. O Festival é a quarta etapa do Circuito Mineiro de Arte e Cultura da Reforma Agrária que, desde o dia 2 de setembro passou pelas cidades de Governador Valadares, Montes Claros e Alfenas.

Sob o lema “Alimentar a luta, cultivar a arte!” o Festival contará com apresentações musicais, sarau de poesia, mostra fotográfica e de artes plásticas das escolas do campo, além da Feira da Reforma Agrária. A previsão é de cerca de 80 toneladas de alimentos e mais de 150 produtos diferentes, industrializados e in natura, produzidos em assentamentos e acampamentos de forma agroecológica e orgânica. Merecem destaque as delícias da Cozinha da Roça, com mais de 20 pratos típicos do interior e de estados convidados, como Goiás, Bahia, Espírito Santo e Distrito Federal. Tudo a preços acessíveis, direto do produtor para o consumidor.

Documentário Piripkura é exibido no Festival do Rio


Nos dias 7, 8 e 9 de outubro, o documentário Piripkura, dirigido por Mariana Oliva, Renata Terra e Bruno Jorge, estreia, na Première Brasil, Festival do Rio, um dos principais eventos de cinema do Brasil. As exibições acontecem no Cinépolis Lagoon, Cine Odeon e Kinoplex São Luiz em diferentes horários e, no dia 08 de outubro, haverá um debate após a exibição com a presença dos diretores e representantes de movimentos que atuam pelo reconhecimento e defesa dos direitos dos povos indígenas.

Ativistas promovem 24h de transmissão ao vivo no Facebook pela descriminalização do aborto


A 2ª edição da Virada Feminista Online trará 48 especialistas de diversos países para discutir a relação do aborto com direitos das mulheres, saúde pública e racismo

VIRADA FEMINISTA ONLINE 2017 – #PrecisamosFalarSobreAborto 24h

Do que se trata?
Em 2016 aconteceu a primeira #ViradaFeministaOnline. Foram 24horas transmitindo uma programação de falas ao vivo (lives) via Facebook sobre a temática do direito ao aborto. A iniciativa partiu de jovens feministas brasileiras, que contaram com a adesão do conjunto de movimentos de mulheres mobilizado em torno da data do 28 de Setembro – Dia Mundial de Luta pela Legalização do Aborto.

Ufopa lança guia para enfrentamento de racismo institucional


Para combater todas as formas de discriminação e preconceito no cotidiano universitário, a Ufopa lança o guia “Racismo na Universidade? Orientações para promoção da igualdade étnico-racial e superação do racismo” no dia 22 de setembro de 2017. O lançamento será às 8h30 no Auditório Wilson Fonseca, na Unidade Rondon, e contará com a participação de representantes negros e indígenas de estudantes e professores.

Realizada pela Diretoria de Ações Afirmativas, vinculada à Pró-Reitoria de Gestão Estudantil (Proges), a publicação faz parte das ações previstas no Plano Decenal e na Política de Ações Afirmativas e Promoção da Igualdade Étnico-Racial. A proposta tem como objetivo contribuir para a defesa dos direitos humanos, a promoção da diversidade cultural e a garantia dos direitos das minorias.