Você está aqui

Pontos de vista

De um lado, a esperança; do outro lado, o medo

por Immanuel Wallerstein*O Fórum Social Mundial (FSM), que acaba de encerrar sua edição atualmente bienal, aconteceu este ano em Túnis. Foi vastamente ignorado pela imprensa mundial. Muitos de seus participantes eram céticos que falavam de sua irrelevância, algo que acontece a cada encontro desde sua segunda edição, em 2002. Foi marcado por debates sobre sua própria estrutura e esteve repleto de polêmicas sobre qual a estratégia política correta para o mundo da esquerda. Apesar disso, foi um enorme sucesso.

Invertendo o sinal

Por Marta Gil*

É assim que se faz uma Copa do Mundo?

Neste artigo, originalmente publicado em 22/03/2013, Fernanda Sánchez*, professora da Universidade Federal Fluminense e pesquisadora sobre megaeventos e as cidades, comenta e analisa a invasão da Aldeia Maracanã, no Rio de Janeiro, pela Polícia Militar.

Mulher, feminismo e ecologia

Por Alicia Puleo*

Nota pública: governo federal rompe compromisso com a sociedade no tema da comunicação

Da página do FNDC, 22/2/2013A declaração do secretário-executivo do Ministério das Comunicações, no último dia 20, de que este governo não vai tratar da reforma do marco regulatório das comunicações, explicita de forma definitiva uma posição que já vinha sendo expressa pelo governo federal, seja nas entrelinhas, seja pelo silêncio diante do tema.

Conservadorismo e Criminalização das Mulheres

Mulheres todos os dias morrem ao abortar. Nós lutamos para que elas não morram.

Transformando a filantropia no Brasil: o fenômeno da Rede de Fundos Independentes para a Justiça Social

Neste artigo inédito, Cindy Lessa e Graciela Hopstein apresentam tendências do cenário da filantropia no Brasil, analisando tanto os impasses e as adversidades que as organizações sociais enfrentam para mobilizar recursos e alcançar a sustentabilidade, como também apontando para as oportunidades e inovações.

A modernidade da selvageria (O "custo CNI")

Por Marcello Azevedo*A Confederação Nacional da Indústria (CNI) apresentou recentemente ao governo um conjunto de 101 propostas para modernização trabalhista. O conjunto de propostas da CNI é um corolário de argumentos flexibilizadores e ditos modernizantes. No documento, os empresários reclamam da rigidez legalista, da falta de conexão com a realidade, do custo da mão de obra formal e da insegurança jurídica para os “empreendedores”.

Páginas

Theme by Danetsoft and Danang Probo Sayekti inspired by Maksimer